Citroen DS5 Hybrid …aos comandos dos X-Wings

cl2011

Aos comandos do Citroen DS5 Hybrid, vista a pele de Luke Skywalker e “combata” os consumos; com esta tecnologia não há Darth Vader que lhe escape… de forma rápida e mais económica a sua “Star Wars” é confortável e segura…

Pode não parecer quando se olha para um pacato e civilizado Citroen DS5 que, quando aos comandos deste topo de gama da marca, se fique com a sensação de que se tripula uma nave espacial, daquelas que no nosso imaginário sempre nos acompanharam, e que foram divinamente ilustradas com as naves da saga “Star Wars”. A profusão de comandos e ecras, a volumosa consola central que divide os dois bancos da frente e o “head display”, fazem que um condutor de um destes veículos, seja um verdadeiro combatente das “Forças do Império”, desta feita com uma mecânica vanguardista e mais amiga do ambiente.

Goste-se ou não da estética exterior do DS5, a verdade é que ele se demarca das formas tradicionais de carroçarias que polulam nas nossos estadas. Porém, é sob o seu capot que se encontram os “segredos” desta nova versão.

O “DS5” partilha a plataforma híbrida Diesel do Grupo PSA, distinguindo-se por não existir nenhuma ligação física entre o motor de combustão e o motor/gerador elétrico. O bloco 2.0 HDi de 163 CV transmite a potência ao eixo dianteiro através da caixa robotizada de seis velocidades CMP6 e o motor elétrico de 37 CV, instalado entre as rodas traseiras.

O seletor rotativo “Hybrid Control” permite escolher entre quatro modos de funcionamento: Auto; Sport; ZEV (100% elétrico) e 4WD. Conduzido segundo o Código da Estrada, o DS5 apresenta consumos inferiores a 5 l/100 km, sabendo-se que com o “Hybrid Control” na posição “Auto”, (ideal para cidade), o modo elétrico gere bem a carga das baterias, rolando em plano ou em ligeiras descidas com o motor desligado até muito perto dos 60/70 km/h. Neste modo “ZEV” consegue cerca de 3 km.

A partir de 42 mil euros (pense nos “extras” e nível de equipamento), já poderá sentir-se ao volante desta “nave espacial”; mas atenção aos “Jedi”, eles não vão gostar que atinja os 211 kms/h, resultantes dos 163 CV de potência máxima…

Partilhe este artigo

publicidade