Rolex Daytona – O relógio dos recordes

Rolex Cosmograph Daytona 2013

O Rolex Daytona é um mito na história da relojoaria. 2013 celebrou os 50 anos do lançamento desta máquina do tempo; um ano depois, na leiloeira Antiquorum, bateu-se o recorde de venda de uma destas peças (o Daytona “Paul Newman” Ref. 6263) por mais de 230 mil dólares (cerca de 167 mil euros), valor nunca alcançado por um Rolex em leilão. A lenda continua…

 

Em boa verdade, a história deste mito remonta a 1963, quando a Rolex lança um novo cronógrafo: o Cosmograph, direccionado aos pilotos de corridas automóveis. Com este baptismo invulgar (Cosmograph), a marca pretendia marcar a diferença com este novo modelo, que se caracterizava esteticamente por um aspecto igualmente inédito. Los contadores do cronógrafo destacavam-se sobre o mostrador pela sua cor e forte contraste que provocava, a cor negra sobre o mostrador branco, ou o seu contrário. Ao mesmo tempo, a escala taquimétrica — graduação que permite determinar uma velocidade média sobre uma distância determinada com ajuda do ponteiro dos segundos do cronógrafo— se desloca do mostrador, passando a ocupar toda a circunferência do bisel, opção que permitiu ampliar e simplificar o mostrador.

O Oyster Perpetual Cosmograph Daytona é para a Rolex, O cronógrafo. Confiável, preciso, legível, robusto, seguro, impermeável e automático, ele também é confortável, elegante, e intemporal. Fruto de uma alquimia incomparável entre forma e função, a julgar por seu sucesso e fama mundiais, é considerado, sob muitos aspectos, como O ROLEX, mesmo que tenham decorrido mais de 50 anos após seu lançamento.

Em 1963, começou o mito, quando a Rolex lança um cronógrafo de nova geração: o Cosmograph, dedicado aos pilotos automobilísticos. Este nome incomum, inventado pela Rolex, marca imediatamente a diferença desse novo modelo que se caracteriza no plano estético por uma aparência também inédita. Os totalizadores do cronógrafo destacam-se bastante no mostrador por sua cor de forte contraste, em especial, o preto sobre mostrador claro, ou claro sobre mostrador preto. Quanto à escala taquimétrica – graduação que permite determinar uma velocidade média em uma determinada distância com a ajuda do ponteiro de segundos do cronógrafo –, ela foi transferida do mostrador para a circunferência da luneta, permitindo aumentar e simplificar esta última.

 

(Saiba mais na CHRONOS do tempo Nº 26, já nas bancas)