Cuervo Y Sobrinos Cup atravessou três países

Cuervo Y Sobrinos Cup 2014

A segunda edição da Cuervo y Sobrinos Cup, chegou ao fim. Reservada a carros anteriores a 1969, participaram 40 equipas, que representaram países como Itália, Inglaterra, EUA, Suíça, Espanha, Polónia, Bélgica, França, Holanda, Nova Zelândia, Japão e Alemanha. Ao pódio, subiram Gamberini-Lanfranchi, seguido pela equipa Biacca-Mozzi e Monti-Ballerio, em terceiro. Um sucesso para mais tarde recordar.

Os participantes viveram momentos singulares, tais como a saída da Via Monte Napoleone, em Milão, o almoço nas margens do Lago de Lugano ou o desfile na prestigiada Via Nassa, sem esquecer o jantar de gala no Museu Diocesano, um refúgio alpino a 3000 metros.

49 etapas feitas regularmente, fizeram desta corrida um desafio difícil, além do percurso sinuoso e “trabalhoso” com passagens de montanha difíceis, como as de Bernina e do Umbrail; uma sequência de deslumbrantes paisagens alpinas, intercaladas pelos belos lagos de Lugano e Como, serviram como recompensa extra…

Itália, Áustria e Suíça, pelas mais belas paisagens de três nações no coração dos Alpes; um trajecto com subidas históricas, onde as equipas competiram ao centésimo de segundo. Momentos inesquecíveis para todos os participantes.

Esta segunda edição da Cuervo Y Sobrinos Cup, foi a combinação perfeita de belos automóveis clássicos, montanhas e vales encantadores, muita elegância e charme, tudo isto a par com luxo e relaxamento entre percursos desafiadores para serem feitos em alta velocidade

A Cuervo Y Sobrinos Cup 2014 terminou com as seguintes equipas no pódio: Gamberini-Lanfranchi com seu Alfa Romeo Giulia de 1965, seguido de Mozzi-Biacca, com um Triumph TR2 de 1955 e Ballerio-Monti, num Triumph TR 2, de 1953. A classificação dos carros “modernos” ficou assim ordenada: vitória de Verghini-Sydorenko com um Ferrari 512 TR; Del Bufalo-Del Bufalo, com um Spider Ferrari 458 e Materi-Mauro, aos comandos de um Ferrari 550 Maranello. A Taça das Senhoras foi para a dupla Bottini-Azzali, com o Alfa Romeo Spider 1600, de 1968.

Marzio Villa, anfitrião, patrocinador da prova, e presidente da Cuervo y Sobrinos, disse a propósito: "A Cuervo y Sobrinos Cup é uma corrida muito especial e espero que as pessoas continuam a confiar em nós, de forma a que possamos continuar a transmitir todos os valores associados ao evento e à marca. É paixão pelo luxo e pelo bom gosto”. A Cuervo y Sobrinos, patrocinador oficial do evento, apostou neste evento e criou uma nova série de relógios, desenvolvida especialmente para os pilotos deste tipo de competições. A coleção é caracterizada pelo seu design desportivo, mas respeitando o luxo e a qualidade que distingue a marca. Cada piloto foi sido premiado com um relógio personalizado com o seu número de participação.

Partilhe este artigo

publicidade