“Português Grande Complicação” em edição limitada

“Português Grande Complicação” em edição limitada

O “Português Grande Complicação” surge, por ocasião do 75.º aniversário da família “Português”, com algumas mudanças cuidadosamente pensadas. O mostrador torna-se mais sereno e elegante e a variante em platina recebe um visual novo e mais fresco. A grandiosa técnica relojoeira com vinte indicações e funções.

Para qualquer relógio mecânico de pulso, é uma grande distinção poder usar o nome de “Grande Complicação”. Esta honra cabe apenas aos mais complexos relógios mecânicos. O “Grande Complicação” distingue-se por um grande número de subtilezas técnicas e um total de vinte indicações e funções. No seu interior, 659 peças de mecânica interagem em perfeita sintonia. Estas incluem, a par das funções da hora e do cronógrafo, o calendário perpétuo com data, dia da semana, mês, ano, década e século, e a indicação perpétua das fases da Lua. E, finalmente, a rainha da arte relojoeira: a repetição dos minutos.

No ano comemorativo do “Português”, o ”grande complicação” surge com algumas mudanças cuidadosas que continuam a enriquecer o design. O mostrador prateado, por exemplo, prescinde do globo gravado com as latitudes e longitudes. O visual torna-se mais sereno, dando assim maior ênfase às características típicas de um “Português” – ponteiros foliformes, algarismos árabes aplicados e ponteiro dos minutos caminho de ferro. Uma bússola gravada ornamenta o verso das caixas da nova coleção. Os encaixes da bracelete, com ergonomia melhorada, ajustam-se melhor ao pulso, facilitando o uso também aos utilizadores com pulsos mais finos. O relógio é fornecido com bracelete de Santoni em pele de aligátor com fio de ouro vermelho na variante em ouro vermelho de 18 quilates e com fio de platina para o modelo em platina. Cada uma das duas variantes está limitada a 250 exemplares.

Partilhe este artigo

publicidade